Estação Cultura / Foto: Ferraresso

Decreto determina fechamento do comércio e shoppings a partir do dia 22

20/06/2020
Reabertura do comercio em Campinas
Foto: Gilson Machado | Prefeitura de Campinas

A Prefeitura de Campinas publica, neste sábado, 20 de junho, em edição extraordinária do Diário Oficial, decreto municipal que determina o fechamento do comércio de rua e dos shoppings a partir da próxima segunda-feira, 22. A medida, segundo o prefeito Jonas Donizette visa salvaguardar a vida das pessoas, principalmente em virtude da alta ocupação dos leitos na cidade. O anúncio foi feito durante transmissão ao vivo, nesta sexta-feira, 19 de junho.

Os estabelecimentos continuam autorizados a funcionar por meio de entrega (delivery) e retirada (drive thru).

Para as atividades essenciais, descritas no decreto 20.782, não há mudanças, ou seja, podem continuar funcionando, desde que sejam cumpridas todas as recomendações sanitárias.

Além de ser uma medida de proteção à vida das pessoas, o prefeito citou outros dois pontos para a tomada dessa decisão: mostrar para a população que a situação da cidade não está normal e dar um alento para quem está trabalhando na linha de frente, no atendimento aos pacientes com Covid-19.

Prefeito Jonas Donizette em live nesta sexta, dia 19/06/2020

“Sei que essa decisão não agrada a todos, mas temos que ter prudência. Temos que tomar atitudes corretas, no momento correto e com a orientação correta; e é o que estamos fazendo em Campinas. Mas precisamos que as pessoas se conscientizem e colaborem”, disse o prefeito.

O secretário de Saúde, Carmino de Souza, salientou a importância do isolamento neste momento. “A única medida objetiva e eficaz no combate à Covid-19 é o isolamento e o distanciamento social”, explicou.

O decreto valerá de 22 a 29 de junho e pode ser prorrogado por mais uma semana, de acordo com fundamentações das áreas técnicas.

Recomendação do Estado

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira, 19, o Governo do Estado manteve a região de Campinas na classificação laranja, porém informou que uma nota técnica será emitida recomendando que o município feche o comércio não essencial.

“Nossa região continua classificada pelo Estado como laranja. A restrição que está sendo feita no momento é apenas para o comércio de rua e de shopping, visando diminuir aglomerações conforme recomendação do Governo do Estado”, explicou o secretário de Assuntos Jurídicos, Peter Panutto.

Cirurgias eletivas

No sábado, a Prefeitura também publica no Diário Oficial decreto que proíbe a realização de cirurgias eletivas na rede privada. A medida já está sendo adotada na rede municipal.

O decreto não se aplica às cirurgias de urgência em todas as especialidades médico-cirúrgicas, bem como às cirurgias oncológicas e cardíacas, desde que haja a devida justificativa no prontuário do paciente.

“O objetivo deste decreto é ter mais leitos livres e também conscientizar as pessoas de que este não é o momento para realização de cirurgias que não sejam essenciais”, completou o prefeito.

ir para o topo

Enviar