Agoraaté 19h30

Ciclo MIS

Festival de Inverno

Foto: Trecho do filme "Quem tem Medo de Virginia Woolf"

Todo mês, o Museu da Imagem e do Som de Campinas exibe grandes obras do cinema em uma programação especial e diversificada. A seleção do Ciclo MIS destacam produções nacionais e estrangeiras. Após todas as exibições, o público é convidado a participar de um bate-papo com os curadores.

O Festival de Inverno no MIS Campinas chega à sua quarta edição exibindo produções polêmicas, premiadas, que vão esquentar as noites de inverno de julho com seleção de Ricardo Pereira e Gustavo Sousa. Para todas as sessões, a entrada é gratuita, bastando chegar um pouquinho antes do filme começar.

Confira a programação de Outubro do Ciclo MIS

Terça-feira, 1 de outubro, 14h
Kaili Blues
Direção: Bi Gan.
Sinopse: Na mística província subtropical de Guizhou, existe uma pequena clínica local rodeada por nevoeiro onde dois médicos levam vidas solitárias e tranquilas. Um dos médicos, Chen Sheng, embarca numa viagem para encontrar o seu sobrinho, que fora abandonado pelo seu irmão. A caminho de Zhenyuan, Chen encontra um local chamado Dang Mai, onde o tempo parece correr para trás e as vidas dos habitantes locais são um mistério.
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quarta-feira, 02 de outubro , 19h
Roma, Cidade Aberta
Direção: Roberto Rossellini.
Sinopse: Roma, 1944. Um dos líderes da Resistência, Giorgio Manfredi (Marcello Pagliero), é procurado pelo nazistas. Giorgio planeja entregar um milhão de liras para seus compatriotas. Ele se esconde no apartamento de Francesco (Francesco Grandjacquet) e pede ajuda à noiva de Francesco, Pina (Anna Magnani), que está grávida. Giorgio planeja deixar um padre católico, Don Pietro (Aldo Fabrizi), fazer a entrega do dinheiro. Quando o prédio é cercado, Francesco é preso pelos alemães e levado para um caminhão. Gritando, Pina corre em sua direção e é metralhada no meio da rua. Giorgio foge para o apartamento de sua amante, Marina (Maria Michi), sem imaginar que este seria o maior erro da sua vida. É o 1º filme da chamada Trilogia da Guerra, dirigida por Roberto Rossellini. Os demais filmes são Paisà (1946) e Alemanha, Ano Zero (1947). Preto e Branco.
Duração: 103 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 03 de outubro, 19h 

Curta MIS
A Carteira

Curadoria: Jean Góes e Ana Amon
Direção: Jean Goes.
Sinopse: Um homem comum em um dia qualquer encontra uma carteira perdida em um banco de uma praça, o que causa diversos problemas em seu dia.
Duração:  09 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 03 de outubro, 19h30
Claro
Direção: Glauber Rocha.
Sinopse: Filmado em Roma, este misto de documentário e experimental é um filme político, um pouco manifesto em sua forma de criticar o sistema capitalista bem no berço do imperialismo do Ocidente.
Duração: 106 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 04 de outubro, 15h
Trono Manchado de Sangue
Direção: Akira Kurosawa
Sinopse: No Japão do século XVI, os samurais Washizu e Miki encontram uma feiticeira na volta para casa depois de vencerem uma batalha. Ela prevê que Washizu será o Senhor do Castelo do Norte. Esse é o início de uma sangrenta luta pelo poder. Adaptação da peça “Macbeth”, de Shakespeare. Preto e Branco.
Duração: 110 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

A Carteira
Direção: Jean Goes.
Sinopse: Um homem comum em um dia qualquer encontra uma carteira perdida em um banco de uma praça, o que causa diversos problemas em seu dia.
Duração:  09 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 04 de outubro, 19h30
Os vestígios dos dia
Direção: James Ivory.
Sinopse: Nos anos 30, James Stevens (Anthony Hopkins) trabalha como mordomo para o Lorde Darlington (James Fox). Stevens é um empregado tão dedicado que não interrompe seu trabalho nem mesmo quando seu pai está morrendo e ignora a simpatia do chefe pelo nazismo. Baseado no romance homônimo de Kazuo Ishiguro.
Duração: 114 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 05 de outubro, 15h40
Volume Morto
Direção: Kit Menezes
Sinopse: É 2014 e uma grande seca assola o sudeste do país. Olga e Anita, duas mulheres que sobrevivem vendendo água nas ruas, agora precisam acessar o seu Volume Morto.
Duração: 15 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 05 de outubro, 16h
Madame Satã
Direção:  Karin Ainouz.
Sinopse: Rio de Janeiro, 1932. No bairro da Lapa vive encarcerado na prisão João Francisco (Lázaro Ramos), artista transformista que sonha em se tornar um grande astro dos palcos. Após deixar o cárcere, João passa a viver com Laurita (Marcélia Cartaxo), prostituta e sua “esposa”; Firmina, a filha de Laurita; Tabu (Flávio Bauraqui), seu cúmplice; Renatinho (Felippe Marques), sem amante e também traidor; e ainda Amador (Emiliano Queiroz), dono do bar Danúbio Azul. É neste ambiente que João Francisco irá se transformar no mito Madame Satã, nome retirado do filme Madame Satã (1932), dirigido por Cecil B. deMille, que João Francisco viu e adorou. Madame Satã foi inteiramente rodado em locações na Lapa e arredores.
Duração: 95 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 05 de outubro, 19h30
Muito Além do Peso
Direção:Estela Renner.
Sinopse: Hoje em dia, um terço das crianças brasileiras está acima do peso. Esta é a primeira geração a apresentar doenças antes restritas aos adultos, como depressão, diabetes e problemas cardiovasculares. Este documentário estuda o caso da obesidade infantil principalmente no território nacional, mas também nos outros países no mundo, entrevistando pais, representantes das escolas, membros do governo e responsáveis pela publicidade de alimentos.
Duração: 84 minutos
Classificação indicativa: Livre.

Segunda-feira, 07 de outubro, 19h
Avó
Direção: Anthony Chen.
Sinopse:Uma série de imagens captadas pelas câmeras de segurança de Seul nos meados dos anos 2000.                                                                                                                            Duração: 15 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Segunda-feira, 07 de outubro, 19h30
Homem Olhando ao Sudeste
Direção: Eliseo Subiela.
Sinopse: Essa obra-prima de Eliseo Subiela (O Lado Escuro do Coração) é um clássico do realismo fantástico com influência clara dos escritos de Julio Cortázar e Philip K. Dick e só foi exibido na Mostra Internacional de São Paulo, onde, aliás venceu o Prêmio de Público de Melhor Filme em 1986.
Narra a história de Rantes (Hugo Soto) um homem misterioso que aparece voluntariamente em um hospital neuropsiquiátrico e um dos médicos, o Dr. Julio Denis (Lorenzo Quinteros), fica fascinado por ele e seu suposto delírio. O paciente afirma ser do espaço sideral em um projeto de pesquisa para estudar seres humanos cujos atributos mais assustadores são estupidez e irracionalidade. Para ele, é perfeitamente lógico ser gentil e dar às pessoas necessitadas, ouvir, aproveitar a vida etc. Rantes logo se torna uma figura semelhante a Cristo para os loucos e os necessitados Pode parecer um tema familiar, mas não confunda este moderno jogo de paixão com ficção científica. Em vez disso, o filme apresenta um diálogo filosófico intrigante entre a ‘loucura’ do personagem-título e a perturbada sanidade do Dr. Julio Denis.
Duração: 105 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Terça-feira, 08 de outubro, 14h
Descalço
Direção: Jan Sverák
Sinopse: História de um garoto que é forçado a se mudar de Praga durante a Segunda Guerra Mundial para um pequeno vilarejo em Slavonice onde ele encontra o restante de sua família. Ele precisa fazer novos amigos e se acostumar com uma nova vida que é muito diferente da que levava na cidade.
Duração: 111 mintos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Terça-feira, 08  de outubro, 19h
Paulo Freire Contemporâneo
Direção: Toni Venturi.
Sinopse: O documentário “Paulo Freire contemporâneo” retoma as origens das primeiras experiências de alfabetização e de educação popular desenvolvidas por Paulo Freire e mostra como seus pensamento e pedagogia ainda estão presentes nos dias atuais. Este não é só um filme de memória. O documentário mostra situações em que o modelo freireano de ensino é usado hoje em dia. As pessoas desconhecem ações que beberam nessa fonte. O filme atualiza Paulo Freire e mostra como ele fincou raízes em muitos segmentos da sociedade.
Duração: 53 minutos
Classificação indicativa: Livre.

Quarta-feira, 09 de outubro , 19h
Paisà
Direção: Roberto Rossellini.
Sinopse: Realizado em 1946, “Paisà” é um filme em seis episódios que narra o avanço das tropas americanas, desde seu desembarque na Sicília, em 1943, até a libertação da Itália, em 1945.  As filmagens seguiram o estilo do seu filme anterior, usando luz natural e atores amadores.  Em “Paisà”, cada episódio é separado por uma narração ‘off screen’, acompanhada do mapa da Itália, onde é mostrado o local onde o próximo episódio terá lugar. Neste igualmente memorável filme, Rossellini consegue mostrar como a guerra se deu na Itália, captando os sentimentos do povo comum, seu heroísmo, seus medos, suas histórias de amor, sua lealdade. Enfim, “Paisà” pode ser considerado como o supremo exemplo do neo-realismo italiano, bem como o segundo filme da famosa ‘trilogia de guerra’ de Rossellini, que começara com “Roma, Cidade Aberta” e terminaria em 1948 com “Alemanha, Ano Zero”. Preto e Branco.
Duração:  125 min minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 10 de outubro, 19h
A Lista
Direção: Hong Sang-soo.
Sinopse: Mihey é uma jovem que está no interior da Coreia do Sul esperando sua mãe resolver umas pendências com o seu tio. Nessas férias inesperadas ela resolve montar uma lista de coisas a fazer pela cidade. Os afazeres parecem se completar sozinhos quando ela conhece um famoso diretor de cinema que está em férias na cidade.
Duração: 29 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Quinta-feira, 10 de outubro, 19h30
Menina Mulher da Pele Preta – Jennifer
Direção: Renato Candido Lima.
Sinopse: Jennifer, uma garota de 17 anos moradora da Vila Nova Cachoeirinha, manipula suas fotos no Photoshop para ficar “mais bonita” em sua concepção: com a pele clara e cabelos lisos. Num momento de sua vida em que se torna adulta, procura emprego, procura se relacionar com alguém que ela ame, Jennifer vive dilemas relativos a sua identidade numa sociedade que está calcada nos significados de branquitude.
Duração: 30 minutos

KBELA
Direção:Yasmin Thayná.
Sinopse: Na indústria cinematográfica, mulheres negras sempre foram retratadas com cabelos alisados, promovendo um embranquecimento de suas características para agradar um público acostumado com personagens naturalmente brancos. No entanto, a diretora Yasmin Thayná resolve abandonar toda essa dinâmica conservadora e empodera mulheres negras através de seus cabelos crespos, uma das principais características da etnia negra e que deve, sempre, ser celebrada.
Duração: 22 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 11 de outubro, 15h
Noites de Cabíria
Direção: Federico Fellini
Sinopse: Cabíria (Giulietta Masina) é uma jovem romântica e ingênua que se prostitui para sobreviver. Mesmo enfrentando muitas dificuldades, ela demonstra uma confiança impressionante e sonha com o verdadeiro amor enquanto sofre constantes desilusões amorosas. Preto e Branco
Duração: 110 minutos
Classificação indicativa: Livre.

Sexta-feira, 11 de outubro, 19h
O Homem que virou suco
Direção: João Batista de Andrade.
Sinopse: Deraldo (José Dumont) é um poeta popular recém-chegado do Nordeste a São Paulo, que sobrevive de suas poesias e folhetos. Ele é confundido com o operário de uma multinacional que matou o patrão, na festa em que recebia o título de operário símbolo. Deraldo, então, recorre ao verdadeiro assassino, a única pessoa que pode provar sua inocência. O longa foi premiado como Melhor Filme no Festival Internacional de Moscou; Melhor Ator (José Dumont) no Festival de Nevers (França); Prêmio da Crítica no Festival Internacional de Huelva (Espanha); Melhor Roteiro, Melhor Ator (José Dumont), Melhor Ator Coadjuvante (Denoy de Oliveira) no Festival de Gramado; Melhor Roteiro, Melhor Ator (José Dumont) no Festival de Brasília; Prêmio São Saruê da Federação dos Cineclubes do Rio de Janeiro.
Duração: 95 minutos
Classificação indicativa: Livre.

Sábado, 12 de outubro, 15h40
Minha Querida Rosetta
Direção: Yang Hae-hoon.
Sinopse: Um homem de bicicleta persegue uma jovem. Por que será?.
Duração: 10 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 12 de outubro, 16h
Praça Paris
Direção: Lucia Murat.
Sinopse: Rio de Janeiro. Camila (Joana de Verona) é uma terapeuta portuguesa que trabalha na UERJ, onde atende Glória (Grace Passô), ascensorista da universidade. Ao longo das sessões Camila se depara com uma realidade bastante violenta, já que Glória foi estuprada pelo próprio pai quando criança e seu irmão, Jonas (Alex Brasil), é um perigoso bandido que está na prisão. Cada vez mais assustada com os relatos que ouve, ela se sente ameaçada ao mesmo tempo em que Glória passa a vê-la como algo essencial em sua vida.
Duração: 118 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sábado, 12 de outubro, 19h30
O Grande Golpe
Direção: Stanley Kubrick.
Sinopse: Johnny (Sterling Hayden) é um ladrão que acaba de ser solto de Alcatraz após ter passado cinco anos preso. Agora, ele vai se casar e pretende levar uma vida mais calma. Porém, antes, planeja seu último golpe: um assalto a uma pista de corrida de cavalos. Preto e Branco.
Duração: 85 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Segunda-feira, 14 de outubro, 19h
A Despedida
Direção: Rodrigo Forti.
Sinopse: A Despedida: Begônia, uma senhora de 65 anos, possui uma relação de amor com seu jardineiro Antônio, jovem de 25 anos. Em um dia comum de trabalho, Antônio anuncia sua partida, sem motivos aparentes. Será que o amor de Begônia será capaz de mudar a decisão de Antônio e fazê-lo ficar?
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Segunda-feira, 14 de outubro, 19h30
Marighella
Direção: Isa Grinspum Ferraz
Sinopse: Marighella retrata a vida do líder comunista Carlos Marighella. Ele atuou nos principais acontecimentos políticos brasileiros entre 1930 e 1969. O documentário passa por seus anos de militância no PCB baiano e nacional, suas prisões na Era Vargas, sua atuação como deputado constituinte e pela época da ditadura militar. Vítima de prisões e de tortura, sua vida foi um grande ato de resistência e de coragem. O longa conta com uma música composta especialmente por Mano Brown. A diretora e socióloga Isa Grinspum Ferraz é também a sobrinha de Carlos Marighella. Ela decidiu fazer este documentário para comemorar os cem anos do nascimento de seu tio.
Duração: 100 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Terça-feira, 15 de outubro, 14h
Os Iniciados
Direção: John Trengove.
Sinopse: Na África do Sul, o operário Xolani se afasta de seu trabalho para ajudar nos ritos Xhosa de iniciação à masculinidade, que incluem circuncisão e outras imposições. Num remoto acampamento numa montanha, permeado por repressão, ele cuidará de um novato cujo pai desconfia ser homossexual. E a própria vida de Xolani entrará em xeque.
Duração: 88 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.

Quarta-feira, 16 de outubro , 19h
Alemanha, Ano Zero
Direção: Roberto Rossellini .
Sinopse: Em Berlim, após o final da 2ª Guerra Mundial, Edmund (Edmund Moeschke), um garoto de uma família muito pobre, trabalha para sustentar o pai doente, sua pequena irmã e o irmão, que não tem documentos. Um dia, ao conversar com um antigo mestre (Erich Gühne), fala do seu pai enfermo e entende ter recebido um conselho para matar seu pai, um peso morto. Ele começa a pensar na idéia.
Duração: 71 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 17 de outubro, 19h
A Despedida
Direção: Rodrigo Forti.
Sinopse: A Despedida: Begônia, uma senhora de 65 anos, possui uma relação de amor com seu jardineiro Antônio, jovem de 25 anos. Em um dia comum de trabalho, Antônio anuncia sua partida, sem motivos aparentes. Será que o amor de Begônia será capaz de mudar a decisão de Antônio e fazê-lo ficar?
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 17 de outubro, 19h30 
A Pele que Habito
Direção: Pedro Almodóvar.
Sinopse: Roberto Ledgard (Antonio Banderas) é um conceituado cirurgião plástico, que vive com a filha Norma (Blanca Suárez). Ela possui problemas psicológicos causados pela morte da mãe, que teve o corpo inteiramente queimado após um acidente de carro e, ao ver sua imagem refletida na janela, se suicidou. O médico de Norma acredita que esteja na hora dela tentar a socialização com outras pessoas e, com isso, incentiva que Roberto a leve para sair.  O cirurgião pensa que a filha foi estuprada e elabora um plano para se vingar do suposto estuprador.
Duração: 113 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 18 de outubro, 15h
Estação Central de Cairo
Direção: Youssef Chahine.
Sinopse: Qinawi, um deficiente físico e vendedor ambulante, ganha a vida vendendo jornais na estação central de trem do Cairo e fica obcecado por Hannouma, uma jovem atraente que vende bebidas. Ela trata Qinawi com simpatia e brinca com ele sobre um possível relacionamento. Mas na realidade ela está apaixonada por Abu Serih, um carregador forte e respeitado na estação e que está lutando para sindicalizar seus colegas de trabalho em prol de combater a exploração e o tratamento abusivo que o chefe reserva a seus empregados.
Duração: 77 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 18 de outubro, 19h
A Despedida
Direção: Rodrigo Forti.
Sinopse: A Despedida: Begônia, uma senhora de 65 anos, possui uma relação de amor com seu jardineiro Antônio, jovem de 25 anos. Em um dia comum de trabalho, Antônio anuncia sua partida, sem motivos aparentes. Será que o amor de Begônia será capaz de mudar a decisão de Antônio e fazê-lo ficar?
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 18 de outubro, 19h30
Vai trabalhar, vagabundo
Direção: Hugo Carvana.
Sinopse: Um malandro carioca é colocado em liberdade depois de longo tempo na prisão e dedica seus primeiros momentos a admirar as maravilhas do RJ. Preocupado com seu futuro, ele planeja uma grande virada.
Duração: 100 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sábado, 19 de outubro, 15h40
Mandela II
Direção: Jean Goes.
Sinopse: Curta-metragem documental que aborda as desigualdades no acesso a terra e a moradia no Brasil, usando como foco principal do documentário a Ocupação Mandela, situada na cidade de Campinas. Os moradores da Ocupação Mandela ocupavam com mais de 600 famílias um terreno abandonado há mais de 30 anos até que sofreram uma ação de reintegração de posse por parte do Poder Público junto ao proprietário do Terreno em Março de 2017. Hoje ocupam outro terreno e seguem lutando pelo direito a moradia.
Duração: 20minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 19 de outubro, 16h
Rafiki
Direção: Wanuri Kahiu.
Sinopse:Kena (Samantha Mugatsia) e Ziki (Sheila Munyiva) são grandes amigas e, embora suas famílias sejam rivais políticas, as duas continuaram juntas ao longo dos anos, apoiando uma a outra na batalha pela conquistas de seus sonhos. A relação de amizade transforma-se em um romance que passa a afetar a rotina da comunidade conservadora em que vivem. As jovens terão que escolher entre experienciar o amor que partilham, ou se distanciar em função de uma vida segura.                                                                                                        Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sábado, 19 de outubro, 19h30
Quem Tem Medo de Virginia Woolf
Direção: Mike Nichols.
Sinopse: Edward Albee, autor da peça em que se baseia o filme, é um dos mais destacados dramaturgos americanos contemporâneos, falecido em 2016, aos 88 anos. Quem Tem Medo de Virginia Woolf (1962), seu mais importante trabalho, foi precedido por Zoo Story (montada no Brasil no início dos anos 60) e O Sonho Americano, que o estabeleceram como um dos críticos mais contundentes dos valores norte-americanos. A peça em questão reúne um professor de meia-idade ( Richard Burton), sua mulher
(Elizabeth Taylor) e um casal mais jovem , que se ocupam, numa noite regada a bebida, insultos, malícia, humilhações, a jogar um ¨jogo da verdade¨ em que os participantes confessam detalhes de sua intimidade, compondo, numa atmosfera de sadismo e crueldade, um retrato amargo da vida a dois. Elizabeth Taylor, num dos papéis mais marcantes de sua carreira, foi contemplada com o Oscar de Melhor Atriz de 1966.                                                                                                                                                                                               Duração: 131 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Segunda-feira, 21 de outubro, 19h
Cabeça de Dinossauro
Direção: Tao Te-chen.
Sinopse: Este é o primeiro de quatro curtas-metragens de cineastas em início de carreira que tratam questões de Taiwan dos anos 50 aos 80, utilizando-se de temas universais tais como família, amizades, relacionamentos e infância, sob o título “No Nosso Tempo”.
Duração: 29 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Segunda-feira, 21 de outubro, 19h30
Chega de fiu fiu
Direção: Amanda Kamanchek, Fernanda Frazão.
Sinopse: O retrato do dia a dia de três mulheres com vidas distintas, mostrando como a violência de gênero é constantemente praticada no espaço público urbano. Dessa forma, as diretoras Amanda Kamanchek Lemos e Fernanda Frazão procuraram especialistas para discutir sobre o assunto, buscando encontrar respostas e alternativas para a uma questão fundamental: Será que as cidades foram feitas para as mulheres? Documentário criado a partir da campanha homônima realizada em 2016 pela ONG feminista Think Olga, que tem como objetivo empoderar mulheres por meio da informação.
Duração: 73 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Terça-feira, 22 de outubro, 14h
Skate Kitchen
Direção:Crystal Moselle.
Sinopse: A vida de Camille (Rachelle Vinberg), uma adolescente suburbana, muda drasticamente quando ela passa a frequentar um grupo de garotas skatistas. À medida que ela se aprofunda na sua jornada por essa subcultura da cidade de Nova Iorque, ela começa um processo de auto-descoberta enquanto vivencia pela primeira, a real sensação de amizade.
Duração: 100 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quarta-feira, 23 de outubro , 19h
Vítimas da Tormenta
Direção: Vittorio De Sica.
Sinopse: Um retrato das crianças de rua na Itália pós-guerra. Giuseppe e Pasquale são duas das crianças, dois grandes amigos que vivem de lustrar os sapatos de soldados americanos. Eles dividem suas esperanças e seus sonhos inocentes de um futuro melhor, mas acabam presos numa terrível instituição para menores.
Duração: 93 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 24 de outubro, 19h
Expectativas
Direção: Edward Yang.
Sinopse: Este é o segundo de quatro curtas-metragens de cineastas em início de carreira que tratam questões de Taiwan dos anos 50 aos 80, utilizando-se de temas universais tais como família, amizades, relacionamentos e infância, sob o título “No Nosso Tempo”.
Duração: 29 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Quinta-feira, 24 de outubro , 19h30
Le gai savoir 
Direção: Jean-Luc Godard.
Sinopse: Todas as madrugadas, momentos antes do amanhecer, dois jovens, Patricia e Emile (Juliet Berto e Jean-Pierre Léaud), se encontram para ter discussões sobre a aprendizagem, o discurso, e o caminho para a revolução. Filme que representa a ruptura de Godard com a Nouvelle Vague.
Duração: 95 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sexta-feira, 25 de outubro, 15h
Touch of Evil
Direção: Orson Welles.
Sinopse: Ao investigar um assassinato, Ramon Miguel Vargas (Charlton Heston), um chefe de polícia mexicano em lua-de-mel em uma pequena cidade da fronteira dos Estados Unidos com o México, entra em choque com Hank Quinlan (Orson Welles), um corrupto detetive americano que utiliza qualquer meio para deter o poder.
Duração: 95 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sexta-feira, 25 de outubro, 19h
O Pulo do Sapo
Direção: Ko I-chen.
Sinopse: Este é o terceiro de quatro curtas-metragens de cineastas em início de carreira que tratam questões de Taiwan dos anos 50 aos 80, utilizando-se de temas universais tais como família, amizades, relacionamentos e infância, sob o título “No Nosso Tempo”.
Duração: 32 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Os Renegados
Direção: Agnès Varda
Sinopse: Filme também chamado de “Sem Teto, Nem Lei”. É inverno no sul da França e o corpo de uma jovem é encontrado em um fosso. Mona (Sandrine Bonnaire) era uma andarilha e passou seus últimos dias andando pelas estradas francesas. Aqueles com quem Mona cruzou, conheceu ou conversou são os que contam quem ela era e o que aconteceu.
Duração: 105 minutos
Classificação Indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Sábado, 26 de outubro, 15h40
Diga o Seu Nome
Direção: Chang Yi.
Sinopse: Este é o quarto de quatro curtas-metragens de cineastas em início de carreira que tratam questões de Taiwan dos anos 50 aos 80, utilizando-se de temas universais tais como família, amizades, relacionamentos e infância, sob o título “No Nosso Tempo”.
Duração: 22 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 26 de outubro , 16h
Cosmos, de Carl Sagan – O Limiar da Eternidade
Direção: Carl Sagan, Ann Druyan, Steven Soter.
Sinopse: Neste episódio, Sagan apresenta diferentes teorias acerca da origem e destino do Universo, desde lendas e crenças à astrofísica. Para tanto, Sagan apresenta noções básicas de física, explicando a questão das 3 dimensões e a possível quarta dimensão (tentando exibir o que seria um tesserato), bem como o efeito Doppler e sua repercussão para o teoria do universo em expansão, descoberto através das observações astronômicas de Milton L. Humason (1891-1972). Ao tratar do big bang, faz uma regressão às explicações cosmológicas do hinduísmo, especialmente a “dança cósmica” do deus Shiva, numa escultura do Império Chola.
Duração: 60 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Sábado, 26 de outubro , 19h30
O Amanhã é hoje
Direção: Thais Lazzeri.
Sinopse: O documentário “O Amanhã é hoje – o drama de brasileiros impactados pelas mudanças climáticas” diz a que veio: mostrar que os impactos do clima já alcançaram todos os brasileiros, estejam na cidade, no campo ou na floresta. E o clima vai piorar. As mudanças climáticas, no entanto, não podem competir, apenas, a cientistas e outros especialistas. É uma causa de todo mundo.
Duração: 23 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 16 anos.

Segunda-feira, 28 de outubro, 19h30
Wagão  
Direção, pesquisa, roteiro adaptado e entrevistas: Alex Oliveira, Roberto Camargos, Yuji Kodato
Roteiros originais: Wagner Salazar
Sinopse: O documentário mergulha, a partir da pesquisa de diversas documentações e fontes, na vida e no universo artístico de Wagner Salazar, escritor, ator e diretor de teatro formado pela Escola de Artes Dramáticas da USP. Wagner escreveu e dirigiu várias peças durante os anos 1980, circulando por muitas cidades do país e do exterior. Sua trajetória artística foi interrompida aos 25 anos, quando faleceu em decorrência da AIDS. O filme foi produzido à luz de mais de 5 mil documentos manuscritos e datilografados, uma centena de fotos, dezenas de reportagens e matérias jornalísticas, dez entrevistas e quase uma dezena de roteiros deixados pelo artista. Gravado em quatro cidades, promove uma leitura do universo pessoal e artístico do dramaturgo Wagner Salazar ao mesclar acontecimentos passados e presentes e elementos documentais e ficcionais.
Duração:  32 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 12 anos.

Terça-feira, 29 de outubro, 14h
A Amante
Direção: Mohamed Ben Attia.
Sinopse: Hedi é um jovem acomodado, que segue o caminho que foi traçado para ele. A Tunísia está mudando, mas o rapaz não espera muito do futuro e deixa outras pessoas tomarem as decisões importantes em seu lugar. Na semana anterior ao seu casamento, Hedi é enviado a trabalho para a cidade litorânea de Mahdia. Em uma encruzilhada pessoal, ele começa a evitar os compromissos profissionais e acaba conhecendo Rim, uma mulher de espírito livre que trabalha em um resort local. A maneira como ela leva a vida logo o impressiona e os dois começam uma relação apaixonada. Com os preparativos do casamento a todo vapor, Hedi é forçado a finalmente fazer uma escolha por si próprio.
Duração: 88 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quarta-feira, 30 de outubro , 19h
Ladrões de Bicicleta
Direção: Vittorio De Sica.
Sinopse: Em Roma um trabalhador de origem humilde, Antonio Ricci (Lamberto Maggiorani), luta para sustentar a família. Precisando de uma bicicleta para começar em um novo emprego, Ricci penhora as roupas de cama da casa. Para desespero da família, a bicicleta é roubada e Antonio sai junto com o filho Bruno (Enzo Staiola) para procurá-la pela cidade.
Duração: 93 minutos
Classificação indicativa: Não recomendado para menores de 14 anos.

Quinta-feira, 31 de outubro , 19h30
Três curtas-metragens que abordam artistas, a cultura popular e religiosa de matriz africana da Região Metropolitana de Campinas. São documentários que objetivam de construção de narrativas poéticas acerca do protagonismo afro-brasileiro inscrito em diferentes territórios urbanos. Os filmes já foram exibidos na Argentina, México, Holanda e Inglaterra. Contaram com financiamento da UNICAMP/FAEPEX, FICC/CAMPINAS, Prêmio Estimulo ao Curta-metragem/SP. E com os seguintes parceiros: Grupo Pindorama (IA/Unicamp), Doctela e Laboratório Cisco.

Diário de Exus (Brasil | 2015 | 24 min.). O documentário atualiza o mito afro-brasileiro de Exu, tomando como ponto de partida o registro do processo de criação da peça de teatro “Exus”. Seu protagonista, o ator Jacinto Rodrigues da Silva Mestre Jahça, é quem conecta os diferentes lugares onde habita esta entidade na cidade de Campinas.

A dança da amizade – Histórias de Urucungos, Puítas e Quijengues (Brasil | 2016 | 25 min.).
A trajetória artística e de resistência afro-brasileira do grupo “Urucungos, Puítas e Quijengues”, fundado na Unicamp, por Raquel Trindade, no final dos anos 80, com repertório de cultura popular do Nordeste e do Sudeste. Até hoje, o coletivo mantém-se em plena atividade.

A Mulher da Casa do Arco-Íris (Brasil | 2018 | 23 min.).
A história de Mãe Dango, sacerdotisa do Candomblé Angola. A Casa do Arco-Íris, que ela define como um quilombo, abriga seus filhos e filhas e ali se cultuam os inquices, divindades da herança afro-diaspórica.
Classificação indicativa: Livre

Acontecendo agora, até as 19h30

Confira datas, horários e classificação de cada filme na programação

Gratuito

Museu da Imagem e do Som - Rua Regente Feijó, 859 - Centro

(19) 3733-8800

miscampinas.com.br

Os horários, preços e atrações podem ser alterados pelos organizadores sem prévio aviso.

Informar um problema nesta página

Há alguma informação incorreta ou incompleta nesta página?
Por favor, nos informe abaixo e faremos a correção o mais breve possível.

Página: Ciclo MIS