ONG Quanta Cultura, de Campinas, realiza projeto de leitura infantil online

Notícias
07/05/2021
Foto: Ilustrativa

“Quanta Criança Lendo” é o nome do projeto da ONG Quanta Cultura, de Campinas, que promove a leitura infantil por meio de histórias com foco na riqueza da cultura indígena. O projeto todo contempla 12 vídeos voltados para diferentes idades, todas de indicação livre, e disponíveis ao público de forma gratuita, por meio do canal no YouTube.

Para ler as histórias foram convidados os violeiros Paulo Freire, João Arruda e Ale Carmani; as atrizes Darleny Góes, Pâmela Villanova e Lenny Alpízar; e a professora e estudiosa de cultura indígena Alik Wunder.

“Sabemos que o primeiro contato da criança com um texto é realizado oralmente e acreditamos que, quanto mais cedo a criança tiver contato com histórias, maior será a probabilidade de tornar-se um adulto leitor. Escutar histórias é o primeiro passo para que a criança encontre na leitura um ambiente para criação de memórias, afetos e senso de pertencimento”, afirma Joana Germani, diretora da ONG.

O projeto é dirigido por Joana Germani e Maíra Gama, tem trilha sonora original de Ale Carmani e edição de vídeos de Pedro Spagnol. “Quanta Criança Lendo” foi contemplado pelo Edital Ações em Rede e tem apoio da Secretaria Municipal de Cultura.

Conheça as histórias: 

“O Olho d´água do Pajé”, de Daniel Munduruku lida por Ale Carmani

“A origem das Marcas”, de Daniel Munduruku lida por Ale Carmani

“Hariporia, a origem do Açaí”, de Tiago Hakiy lida por Pamela Villanova

“Wuru Siburu, Peneira de Arumã”, de Jaime Diakara lida por Pamela Villanova

“A Estrela das Águas”, de Daniel Munduruku lida por Alik Wunder

“O Buraco no Céu de onde saíram os Kayapó”, de Daniel Munduruku lida por João Arruda

“O Pajé”, de Daniel Munduruku lida por Leny Alpízar

“Um Lugar de Todos”, de  Daniel Munduruku lida por Leny Alpízar

“Iauaretê e a Anta”, de Kaká Werá lida por Paulo Freire

“Iauaretê e a Jabuti”,  de Kaká Werá lida por Paulo Freire

“Como Surgiram os Cães”, de Daniel Munduruku lida por Darleny Goes

“Kabá Darebu”, de Daniel Munduruku lida por Darleny Goes


ir para o topo

Enviar