Estação Cultura / Foto: Ferraresso

Voluntários distribuem marmitas e água para pessoas em situação de rua

Ações são promovidas por redes de solidariedade que se formaram diante da pandemia

06/04/2020
Foto: Divulgação

Voluntários da Organização humanitária Fraternidade sem Fronteiras (FSF), residentes em Campinas/SP e região, criaram redes de solidariedade para ações efetivas e emergenciais durante a pandemia de coronavírus.

A primeira ação, já em andamento, trata-se da corrente “Quentinhas Fraternas”, com a distribuição de marmitas e água mineral para pessoas em situação de rua.

Cerca de 15 voluntários preparam os alimentos nas suas casas, montam as marmitas e ao final do dia, uma outra equipe, também com luvas e máscaras, passa nas residências para a coleta e distribuição. Detalhe: nas “quentinhas”, um lembrete precioso nesses tempos de novo olhar sobre si próprio e sobre as relações pessoais: “Feito com amor”.

“É um trabalho de fôlego”, diz a voluntária Sílvia Dias, que também integra a equipe do bazar da Fraternidade sem Fronteiras, em Campinas.  Por dia, cerca de 50 marmitas são entregues, o que é “muito pouco”, garante Sílvia, “diante da vulnerabilidade da situação”.

Para ampliar o atendimento, a equipe pede a adesão de voluntários para poder estruturar um trabalho de rodízio a partir da próxima semana, “de forma que todos colaborem, dentro das condições que julgarem possíveis”, destaca a voluntária.

Outra frente de ação planejada são as cestas básicas às famílias necessitadas. Para a efetivação, a equipe precisa de doações de alimentos não perecíveis e de embalagens, além da disponibilidade de novos voluntários para a mão de obra, coleta e distribuição.

“Há trabalho para todos”, diz Sílvia, lembrando da necessidade de “servir nosso bom ânimo, servir nosso tempo, servir nossa capacidade ilimitada de amar”.

As pessoas interessadas em atuar nas equipes da Fraternidade sem Fronteiras para estas ações emergenciais, podem entrar em contato com Ranieri Dias, pelo Whatsapp (19) 97603-6220.

 

*Texto por Maria Cláudia Miguel, da Assessoria de Imprensa FSF Campinas

ir para o topo

Enviar