Estação Cultura / Foto: Ferraresso

Hospital de Campanha já recebeu mais de 70 pacientes e deu alta para 50

28/05/2020
Hospital de Campanha de Campinas
Foto: Carlos Bassan | Prefeitura de Campinas

Cinquenta pacientes já tiveram alta do Hospital de Campanha, montado no Ginásio dos Patrulheiros em Campinas. A informação foi passada durante live nas redes sociais do prefeito Jonas Donizette na quarta-feira (27). A unidade já recebeu mais de 70 pacientes desde sua abertura em 15 de maio.

O prefeito Jonas Donizette ressaltou que o Hospital de Campanha é essencial para o município, porque reúne leitos de baixa e média complexidade desafogando as demais unidades. De acordo com ele, o Hospital atende aos casos de pacientes com Covid-19 que não precisam de terapia intensiva e aqueles que já passaram por uma UTI e já melhoraram, mas que ainda não podem ir para casa. “Agradecemos aos Expedicionários da Saúde que construíram de graça o Hospital para Campinas. Agora estamos fazendo o custeio, pagando enfermeiros e médicos contratados pela Rede Mário Gatti por meio de uma organização que está fazendo a gestão do hospital”, disse o prefeito.

Os primeiros 36 leitos já estão funcionando, totalmente equipados do ponto de vista de leitos, monitores e todas as equipes assistenciais e de apoio e com suporte do laboratório do Hospital Mário Gatti. “Nos próximos 15 dias, estaremos com mais 18 leitos de enfermaria Covid lá montados e verificaremos a necessidade de mais 30, chegando a 114 leitos. Nesta quarta-feira, pela manhã, havia 22 leitos ocupados na unidade, com novos pacientes chegando ou tendo alta ao longo do dia”, contou o presidente da Rede Mário Gatti, Marcos Pimenta.

Novos leitos

Marcos Pimenta destacou que o município passa por um momento delicado, com ascensão do número de pacientes internados, porém, algo já esperado pelos gestores de saúde. “Estamos nos preparando para esse cenário há algum tempo. Estamos criando novos leitos de UTI, com 15 no Hospital Ouro Verde que foram alocados numa área específica da unidade na semana passada. E agora serão mais 30 no Hospital Mário Gatti”, afirmou.

Para a operação dos novos leitos no Mário Gatti, estão sendo contratados médicos intensivistas por meio de um processo seletivo emergencial. Trinta profissionais já foram selecionados e classificados. Eles estão sendo comunicados sobre a documentação necessária, escolherão os plantões (poderá ser mais de um) e a expectativa é que os leitos possam ser abertos até o final desta semana. Para os novos leitos já existem 38 “kits UTIs” montados, equipamentos que já foram reservados para atender a esta demanda. São conjuntos formados por respirador, monitor e quatro bombas de infusão – aparelhos que fazem a administração contínua de medicamentos ao paciente.

Outra questão abordada na live foi a importância dos profissionais de fisioterapia para o atendimento hospitalar. Foi autorizada pelo prefeito Jonas Donizette, a contratação de 40 fisioterapeutas, que foram selecionados em processos anteriores, e que atuarão nas unidades da rede. “A fisioterapia hoje é essencial para o sucesso do tratamento durante a internação, é muito importante na recuperação do paciente”, ressaltou o prefeito.

Durante a live, o prefeito Jonas Donizette também contou que solicitou ao governo estadual, a ampliação do número de leitos de UTI no Ambulatório Médico de Especialidades (AME) Campinas. Atualmente, a unidade, que está sendo empregada exclusivamente para atendimento a pacientes com Covid-19, funciona com 15 UTIs, mas pode chegar até 35. Campinas também poderá contar em meados do segundo semestre deste ano com o Pronto Socorro Metropolitano, cujas obras estão avançadas, e substituirá a atual UPA Anchieta.

Fonte: SECOM Campinas

 

ir para o topo

Enviar