Estação Cultura / Foto: Ferraresso

Decreto prorroga isolamento social em Campinas até o dia 10 de maio

Neste período, poderão funcionar apenas os serviços essenciais

24/04/2020
Foto: Prefeitura de Campinas | Carlos Bassan

Seguindo a decisão do governo do Estado de São Paulo, a Prefeitura de Campinas publicou nesta quarta-feira (22), decreto que prorroga o período de isolamento social na cidade até 10 de maio.

Neste período podem funcionar os serviços essenciais, conforme descritos no decreto 20.789 (publicado em 24 de março), que posteriormente teve a lista de lista de atividades ampliada.

Os serviços considerados essenciais são:  serviços de saúde; supermercados;  farmácias;  serviços de alimentação como restaurantes, padarias e congêneres, que devem atender por entrega;  indústrias e fábricas, com capacidade máxima de 30% nos refeitórios;  entregas em geral;  hotéis pousadas e outros meios de hospedagem;  lavanderias e serviços de limpeza;  transportadoras, postos de combustíveis, armazéns, oficinas de veículos, borracharias e afins;  empresas e comércio de construção civil;  veterinárias e atendimentos pet;  e serviços de manutenção predial.
 
Alteração

Desde a última quarta-feira (22), está autorizada a abertura de óticas em Campinas. A medida é uma alteração do item 1, do artigo 3, do decreto 20.782, de 21 de março deste ano e também foi publicada no Diário Oficial.  A proposta foi discutida na semana passada com a Associação Comercial e Industrial de Campinas (Acic).

A medida foi submetida ao Comitê de Enfrentamento à Covid-19 e teve aprovação da Secretaria de Saúde e do Departamento de Vigilância em Saúde (Devisa). As óticas terão de obedecer a todas as exigências sanitárias e devem funcionar com 30% da capacidade.

ir para o topo

Enviar