Agoraaté 21h

“Matriarcas”

Exposição Itinerante

Foto: Fabiana Ribeiro | Exposição "Matriarcas"

Vários locais

A documentarista visual Fabiana Ribeiro mergulhou em territórios ricos e férteis para mapear o retrato das memórias, saberes, fazeres e a herança cultural da potência feminina. Em fotografias, livro e audiovisual, ela responde quem são essas mulheres que perpetuam a potência das Culturas Populares e Tradicionais na cultura da nossa região e o público poderá conferir o resultado da empreitada no projeto “Matriarcas“.

A exposição passa por três espaços públicos

O registro da iniciativa estará em exposições fotográficas itinerantes por Campinas, em três  espaços públicos: Estação Cultura, Casa de Cultura Tainã e Casa de Cultura Itajaí. A abertura acontecerá na Estação Cultura no dia 5 de julho, sexta, a partir das 19h.

A mostra reúne vários elementos simbólicos do universo feminino e a da cultura popular. As fotos, nas dimensões 2,50 metros x 1,50 metro, são impressas em tecido que passou por um trabalho artesanal de bordado, realizado por Martha Alves, ex-integrante do Urucungos. As fotos são acompanhadas de textos que narram um recorte da trajetória dessas mulheres.

Entre conversas e saberes

Durante o decorrer do projeto, iniciado no final de 2018, a autora conversou com mulheres, comunidades e grupos, resultando  em retratos de  22 mulheres,  cerca  de  600 imagens das atividades e mais de 20 horas de gravações.

Durante a abertura da segunda itinerância da exposição, na Casa de Cultura Tainã, haverá o lançamento do livro “Matriarcas”, que contém fotos e uma breve biografia de cada uma das mulheres retratadas. A publicação será  destinada a espaços culturais públicos, como bibliotecas, casas de cultura e  Centros de Artes e Esportes Unificados.

Força matriarcal

Participaram das rodas de conversa, os coletivos  Caixeiras das Nascentes e Casa de Cultura Tainã, Comunidade Tradicional Senhora dos Ventos, Grupo de Dança Afro Oju Oba,Tabuleiro Ancestral, Ponto de Cultura Caminhos em Hortolândia, Comunidade Jongo Dito Ribeiro, Casa de Cultura Fazenda Roseira , Instituto Baobá de Cultura e Arte – Ponto de Cultura e Memória Ibaô, Urucungos Puitas e Quijengues.
Segundo Fabiana, foram retratadas 22 mulheres que geraram rodas de conversas que originaram documentários.

“Cada matriarca foi fotografada em seu ambiente e, por mais que montássemos um estúdio com condições de luzes semelhantes em todos os retratos, a energia de cada uma delas em harmonia com o ambiente que pertencem, trouxeram luzes e cores diferentes umas das outras. Essas características individuais, que formam um conjunto de mulheres fortes e lindas, são a fonte de inspiração e de resistência de uma potente cultura ancestral”, reflete.

Programação da Exposição Matriarcas

De 05 de julho a  4 de agosto
Estação Cultura (Praça Marechal Floriano, s/n, Centro. Campinas)
Abertura: 5 de julho, sexta, às 19h
Visitação:  segunda a domingo, das 9h às 21h.

De 10 de agosto a 8 de setembro
Casa de Cultura Tainã (Rua Inhambu, 645 – Vila Padre Manoel de Nóbrega, Campinas)
Abertura: 10 de agosto às 20h
Lançamento do livro fotográfico “Matriarcas”

De 12 de setembro a 13 de outubro
Casa de Cultura Itajaí (Rua Benjamin Moloisi, 669 – Conj. Hab. Parque Itajaí, Campinas)
Abertura: 12 de setembro às 19h
Exibição do curta “Matriarcas”

Visitas monitoradas e agendamentos para escolas e grupos pelo email matriarcaspaulistas@gmail.com

Livre para todas as idades

Acontecendo agora, até as 21h

Estação Cultura - de 05 de julho a 4 de agosto
Casa de Cultura Tainã - de 10 de agosto a 08 de setembro
Casa de Cultura Itajaí - de 12 de setembro a 13 de outubro

Gratuito

Vários locais

matriarcaspaulistas@gmail.com

Os horários, preços e atrações podem ser alterados pelos organizadores sem prévio aviso.

Informar um problema nesta página

Há alguma informação incorreta ou incompleta nesta página?
Por favor, nos informe abaixo e faremos a correção o mais breve possível.

Página: “Matriarcas”